Busca no site:

Seduc realiza oficina de apresentação dos resultados do Saero

A Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) realiza nesta segunda-feira (4) oficina de apresentação dos resultados do SAERO 2012. A coordenação das oficinas é da Gerencia de Educação (GAE), o local onde estão sendo realizadas é no Rondon Palace Hotel, na Capital.

A capacitação esta sendo ministrada pelos profissionais da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), de Minas Gerais. As oficinas terão duração de 16 horas, os temas abordados serão coordenados pelos especialistas das áreas de Avaliação em Larga Escala: Wagner Silveira Rezende; Analise Pedagógica dos Resultados – Língua Português: Aline Gruppi e Analise Pedagógica dos Resultados – Matemática, Bruno Rinco.

Houve uma solenidade de abertura, que contou com a participação da gerente da GAE, Maria da Conceição Pinheiro, que no ato representou a Secretária da Educação, Isabel Luz. Também presentes técnicos da Seduc, coordenadores pedagógicos e professores da rede estadual que atuam nas escolas em Porto Velho.

O objetivo da capacitação é apresentar ações do SAERO para que os profissionais da área de educação reflitam e tirem as suas duvidas. Um outro foco é o monitoramento pedagógico para o alcance das metas na educação do Estado de Rondônia, partindo das estatísticas apresentadas nas oficinas.

A gerente Maria da Conceição lembra que o Governo da Cooperação implementou oSistema de Avaliação Educacional de Rondônia – SAEROcom a finalidade servir de indicador de qualidade da educação ofertada na rede estadual de ensino, e ser instrumento norteador e de monitoramento das políticas públicas da educação. “Nosso governador Confúcio Moura é um homem de visão e tem feito acontecer mudanças para melhorar a educação de Rondônia. O Saero é mais uma destas ações e conquistas, e com base em resultados trabalharemos com bases reais a melhoria da educação ofertada na rede estadual”, disse.

A secretária de educação, Isabel Luz informa que todos os dados do SAERO já estão tabulados, e será objeto dos debates no Seminário e nas oficinas de apropriação dos resultados que serão realizadas em todo o Estado. “Agora sim temos uma ferramenta que apresenta a realidade do ensino ofertado nas escolas e partindo desta pesquisa real, a Seduc passará a traçar estratégias para melhorar cada vez mais o ensino em Rondônia”, afirma.

Fonte: Secretaria de Educação de Rondônia


Criado em: 05 mar 2013 | Tags: , ,
Categoria: Notícias |

Seduc(RO) avalia rede estadual de ensino

Teve início nesta segunda-feira (19) e deve ser concluída na quarta-feira (21) a aplicação de exames do Sistema de Avaliação do Ensino (Saero), implementado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em convênio com o Centro de Políticas Públicas de Avaliação em Educação (CAEd), órgão da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O objetivo do programa é fornecer um diagnóstico dos níveis de aprendizagem e da eficácia do ensino para nortear a definição de estratégias pedagógicas e administrativas que corrijam as deficiências verificadas.

Neste primeiro dia, a aplicação do exame é feita em escolas de difícil acesso. Já nesta terça-feira, é a vez dos alunos das áreas urbanas. Haverá ainda uma pauta complementar na quarta-feira, finalizando-se os trabalhos. O exame abrange duas disciplinas consideradas base para as demais, língua portuguesa e matemática.

Participam dos exames os alunos do 2º e 5º anos, que correspondem à primeira e última séries da fase inicial do ensino fundamental, e do 6º e 9º anos, que correspondem à primeira e última séries da fase final. No ensino médio, o exame é aplicado aos alunos dos três anos.

Recentemente, a secretária de Estado da Educação, Isabel de Fátima Luz, participou em Massachussets (EUA) de um seminário coordenado pela Universidade Harvard, instituição que interage em tecnologia da gestão educacional com o CAEd. Rondônia é o 21º estado a aderir a essa sistemática de avaliação e diagnóstico.

O Saero difere em dois pontos básicos das provas que são aplicadas nacionalmente para aferir desempenho das escolas: a quantidade de séries examinadas e realizar-se todos os anos. O projeto prevê que os exames ocorram sempre no mês de novembro.

A metodologia utilizada também um diferencial, pois, ao diagnosticar as competências que não foram desenvolvidas pelos alunos, o Saero vai permitir saber se é uma situação localizada – da criança, da sala, do município, do professor – ou geral. Para esse diagnóstico minucioso concorrem informações que são levantadas paralelamente à aplicação dos exames, como o diagnóstico socioeconômico e a aferição de assiduidade às aulas, dentre outros.

A pedagoga Ceiça Pinheiro, gerente de Avaliação e Estatística da Seduc, informa que em fevereiro todos os dados já estarão tabulados, sendo objeto dos debates na Semana Pedagógica. “Recomendamos aos alunos que façam a prova com tranquilidade, leiam e releiam as perguntas e, principalmente, participem do Saero, sem medo de errar, sem medo de dizer ‘não sei’, porque é esse ‘não sei’ que vai nos dizer o que precisa saber”, diz Ceiça, observando que os dados levantados no exame são apenas para avaliação diagnóstica e não vão para o histórico escolar do aluno.

Fonte: Secretaria de Estado de Educação de Rondônia


Criado em: 21 nov 2012 | Tags: ,
Categoria: Notícias |

Cacoal: Alunos das escolas estaduais farão prova do SAERO (Rondônia)

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) implanta, a partir deste ano, o Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia (SAERO), que consiste em uma avaliação diagnóstica em que participam todos os alunos matriculados no 2º, 5º, 6º e 9º ano do ensino fundamental e no 1º, 2º e 3º ano do ensino médio de todas as escolas públicas estaduais. A partir dos resultados obtidos, a meta da Seduc é usar estes dados para  implementar políticas que  venham  suprir as necessidades verificadas e melhore os índices da educação no Estado.

No município de Cacoal, as avaliações serão aplicadas na terça-feira (20), nos períodos matutino, vespertino e noturno. Para a professora Fátima Gavioli, Coordenadora Regional de Educação, a participação de todos os alunos é muito importante neste dia.

“Só assim poderemos ter um diagnóstico real da nossa clientela escolar, mas para que isso se concretize, a comunidade escolar e os professores  precisam estar engajados neste processo” enfatiza Gavioli.

Segundo a secretária de educação, Isabel Luz, este inovador sistema de avaliação é mais uma ferramenta que estará sendo usada para aferir o ensino ofertado nas escolas e serve para ajustar o rumo do ensino, em busca de uma educação que atenda as demandas da  sociedade rondoniense, visando a excelência do ensino para todos os estudantes.  O governador Confúcio Moura determinou que não sejam medidos esforços para elevar o nível do aprendizado dos alunos  e este é o momento  que  a Seduc, junto com as CRE’s e toda a rede estadual de ensino esta focada e contribuindo para a implantação de uma política pública necessária para sustentabilidade da qualidade da educação em Rondônia.

“Espero o empenho de todos na realização das atividades que envolvem este novo momento da educação em Rondônia e quero contar com o comprometimento de todos para que esse processo de avaliação tenha pleno êxito”, destacou Isabel Luz.

O SAERO foi idealizado pelo Governo da Cooperação e será realizado pela Seduc, através da sua gerência de avaliação e estatística (GAE), por meio de convênio de cooperação técnica e financeira com a Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.
Fonte:   Secretaria de Estado de Educação de Rondônia


Criado em: 13 nov 2012 | Tags: ,
Categoria: Notícias |

Governo oficializa Saero

Com a proposta de implementar políticas públicas com foco na eliminação dos pontos frágeis para a melhoria da educação, o governo do Estado lançou oficialmente nesta terça-feira (16), através da Secretaria da Educação (Seduc), o Sistema de Avaliação Educacional de Rondônia (Saero), primeiro item das sete metas estabelecidas em 2011 pelo governador Confúcio Moura, conforme lembrou a gerente de Avaliação e Estatística da Seduc, Maria da Conceição Silva Pinheiro.

O evento, realizado no auditório da Escola Estadual Major Guapindaia, em Porto Velho, contou com a presença de várias autoridades, entre elas o governador Confúcio Moura, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), José Gomes de Melo; alunos e educadores, que ao final participaram de uma palestra ministrada pela professora-doutora, Lina Kátia Mesquita de Oliveira, coordenadora da unidade de avaliação do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF-MG), que auxiliará a equipe de Rondônia, por meio de convênio de cooperação técnico-financeira.

Conforme o governador, o Saero consiste em uma espécie de Ideb [Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico], que pontuará as fragilidades da educação a nível estadual, como disparidade da idade e série entre os alunos, causas da evasão, escolas com menos desempenho, entre outros, para que sejam criadas ações estratégicas com vistas ao nivelamento.

A primeira avaliação está marcada para o dia 7 de novembro, nos três turnos, em todas as escolas da rede estadual que oferecem o 2º, 5º, 6º e 9º anos do Ensino Fundamental; e do 1° ao 3º anos do Ensino Médio. Ao todo serão avaliados pelo menos 123 mil alunos dessas séries, em três anos consecutivos. “O Sistema vai avaliar cada escola para traçar comparações e atuar nos pontos frágeis, pois não adianta investir sem ver o desempenho dos alunos, principalmente em disciplinas, como português e matemática. A princípio já sabemos que nem sempre é a bela estrutura física que motiva a aprendizagem. É o professor que faz a diferença”, afirmou Confúcio Moura, citando como exemplo a Escola Bom Jesus, na Capital, que apesar de funcionar em instalações improvisadas obteve a pontuação de 5,6 no Ideb divulgado este ano. “Nosso objetivo é ter a melhor educação da Amazônia”, completou.

Ao parabenizar o governo por mais esta iniciativa que vislumbra a melhoria do ensino na rede pública, o conselheiro José Gomes afirmou que se trata de importante ferramenta que permitirá aos pais e também ao TCE acompanhar o desempenho dos alunos e a correta aplicação dos recursos públicos. Ele lembrou também que até 1960 pelo menos 60% dos universitários brasileiros eram oriundos do ensino público.

Ao ressaltar a importância do Saero como indicador de qualidade da educação, de instrumento norteador e de monitoramento das políticas públicas da educação em todo o Estado, a secretária da Educação, Isabel Luz, mencionou outros projetos em desenvolvimento, como o da Escola Integral e o Ensino Médio Inovador. A iniciativa do governador também foi elogiada pelo deputado estadual, Euclides Maciel, que ainda anunciou emenda de R$ 100 mil para ser liberada em 2013 pelo governo para a Orquestra da Escola Estadual Daniel Neri, que intercalou a solenidade com a execução do Hino Céus de Rondônia e outras canções, sob o comando do maestro Eliéser.

De acordo com a professora Lina Kátia, o CAEd/UFJF é referência nacional, com atuação em 21 Estados. Só em 2011, segundo ela, foram avaliados 16 milhões de alunos, entre eles os do Ceará, Estado que em 2007 tinha 26% de alfabetizados e hoje conta com 78%.

Fonte: Secretaria de Educação de Rondônia