Busca no site:

Caderno de Pesquisa 2016 já está disponível para consulta

O Caderno de Pesquisa de 2016 está disponível para consulta. Ferramenta importante para enriquecer o dia a dia do gestor educacional, o caderno apresenta artigos sobre a importância da avaliação educacional e suas consequências, além de abordar temas correlatados à educação.

Leia +


Criado em: 28 nov 2017 | Categoria: Notícias |

Avaliação Cognitiva Diagnóstica é discutida no CAEd

Em encontro realizado nesta quinta-feira, 23, pesquisadora debate conceito e implicações Leia +


Criado em: 24 out 2014 | Categoria: Notícias |

Panorama sobre avaliação educacional encerra seminário

Palestra da professora Alicia Bonamino, da PUC-RJ, reuniu alunos, pesquisadores, profissionais ligados à área educacional e colaboradores do CAEd; evento integrou I Seminário de Gestão e Avaliação

Leia +


Criado em: 18 ago 2014 | Categoria: Notícias |

Divulgação dos resultados do SPAECE 2013

Nesta terça-feira, dia 20 de maio, aconteceu, no Ceará, a divulgação dos resultados de 2013 do SPAECE, o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica. Os resultados foram apresentados pelo governador Cid Gomes e pelo secretário da Educação do Ceará, Maurício Holanda. O evento, com programação de dois dias, comemora os sete anos de implementação do Paic (Programa Alfabetização na Idade Certa), e envolveu a entrega do Prêmio Escola Nota Dez, que, já em sua sexta edição, é destinado a até 150 escolas públicas que obtiveram os melhores resultados de alfabetização e a até 150 escolas públicas de 5º ano.

O ministro da Educação, Henrique Paim, e a coordenadora Geral do CAEd/UFJF, Lina Kátia Mesquita de Oliveira

O evento contou com as presenças do ministro da Educação, Henrique Paim, e da coordenadora geral do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação – CAEd/UFJF, Lina Kátia Mesquita de Oliveira, uma vez que o CAEd é parceiro da secretaria da Educação do Ceará na realização do Spaece. Com base nos resultados desse sistema de avaliação, a Secretaria da Educação (Seduc) definiu e efetivou uma série de políticas educacionais com vistas à melhoria da qualidade da educação no estado, tanto na rede estadual quanto nas redes municipais de ensino.

A coordenadora geral do CAEd/UFJF, Lina Kátia Mesquita de Oliveira, e o secretário da Educação do Ceará, Maurício Holanda.

Os resultados obtidos pelo estado do Ceará no ciclo de alfabetização têm melhorado significativamente desde 2007, quando apenas 14 municípios se encontravam no Padrão Desejável de desempenho em alfabetização. Em 2012, esse número já chegava a 149 municípios. Isso significa melhoria na qualidade do ensino ofertado e um número maior de alunos alfabetizados na idade certa. O CAEd/UFJF se orgulha de ser parceiro da Secretaria da Educação do Ceará, fazendo parte dessa história.


Criado em: 20 mai 2014 | Categoria: Notícias |

Gestoras da Seduc do Piauí participam de encontro sobre avaliação de Redes de Ensino em Minas Gerais

Com o  objetivo de refletir sobre os avanços e dificuldades da avaliação externa em cada estado, além de definir novos encaminhamentos para melhorias em 2014,  aconteceu nos dias 18 e 19/12, o   encontro do Sistema de Avaliação das Redes de Ensino- SIARE.  Um evento organizado pelo CAEd da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.  A Secretaria de Estado de Educação e Cultura (SEDUC) está sendo representada na cidade mineira  pelas professoras Joara Delane, superintendente de Ensino e  Ivanilde Castro, diretora da Unidade de Planejamento (UPLAN).

“O encontro é uma oportunidade de troca de experiências com outros Estados que também realizam avaliação externa em sua rede”, explicou a diretora da UPLAN. Ela ressalta que isso proporciona novos olhares sobre tudo o que revela os resultados de uma avaliação.
Segundo a superintendente de Ensino, O SAEPI vem colaborando com os avanços da educação piauiense, a exemplo dos dados revelados pelo PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) e ENEM ( Exame Nacional do Ensino Médio). ” É a partir desses resultados que a Seduc define políticas públicas com foco nas fragilidade diagnosticadas”, afirmou Joara. Ela lembrou que todos esses avanços refletem o empenho do governador Wilson Martins e do Secretário Átila Lira pelo crescimento do Estado.

O Centro de Políticas Públicas e Avaliação de Educação – CAEd é o Instituto que realiza o SAEPI, sistema de Avaliação Educacional do Piauí.

Fonte: Portal da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Piauí


Criado em: 27 dez 2013 | Categoria: Notícias |

Experiências bem-sucedidas recebem premiação em Recife

Primeira colocada na terceira edição do prêmio Experiências Educacionais Inclusivas – a Escola Aprendendo com as Diferenças, a Secretaria de Educação de Florianópolis vai poder indicar dois representantes para viagem à Espanha. No país ibérico, os catarinenses conhecerão o processo de inclusão de crianças com deficiência na educação infantil pública. A viagem terá duração de sete dias, no primeiro semestre do próximo ano. A solenidade de premiação foi realizada nesta sexta-feira, 6, em Recife.

O roteiro na Espanha e a data da viagem serão definidos pelo Ministério da Educação e pela Organização dos Estados Ibero-Americanos para Educação, Ciência e Cultura (OEI), parceiros na organização do prêmio. O segundo lugar entre as secretarias de Educação ficou com o município de Erechim (RS). O terceiro, com Governador Valadares (MG). O prêmio para será um intercâmbio de visitas entre as redes de ensino das duas cidades em 2014.

Na categoria escolas, a vencedora foi a Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Comissário Francisco Barbosa, de Maracanaú (CE). A instituição receberá R$ 10 mil. A Escola Municipal de Educação Infantil Professora Ida Venturelli Mengual, de Pontal (SP), ficou em segundo lugar e terá R$ 8 mil. A terceira colocada, Escola Municipal de Educação Infantil Irmã Consolata, de Erechim (RS), ficará com R$ 6 mil. Além do prêmio em dinheiro, as instituições de ensino receberam troféus e diplomas e realizarão visitas recíprocas de intercâmbio.

O Instituto Rodrigo Mendes, de Cotia (SP), recebeu menção honrosa. Organização sem fins lucrativos, o instituto desenvolve programas de formação para tornar a escola pública capaz de acolher toda e qualquer criança.

Retrato — De acordo com Martinha Clarete, diretora de políticas para a educação especial do Ministério da Educação, a terceira edição do prêmio revelou experiências muito significativas desenvolvidas no país, tanto de secretarias de Educação quanto de escolas, nas capitais e no interior. Na avaliação da diretora, esse retrato do ensino é uma resposta aos investimentos do governo federal na educação infantil inclusiva em áreas como formação de professores, criação de salas de recursos e acessibilidade arquitetônica.

Hoje, segundo Martinha, o Brasil conta com 60 mil matrículas de crianças com deficiência na educação infantil em classes comuns. Além disso, dois mil municípios alcançaram 100% de inclusão de crianças em creches e na educação infantil. Para ela, o desafio no próximo ano será o de fazer com que todas as redes municipais cheguem a 100% de inclusão.

Fonte: MEC


Criado em: 09 dez 2013 | Tags:
Categoria: Notícias |

Provas do Spaece começam a ser aplicadas a alunos dos Ensinos Fundamental e Médio

Estudantes do Ensino Médio de toda a rede estadual começaram a fazer os testes do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece) 2013. As provas começaram a ser aplicadas no dia 3 de dezembro e seguem até o dia 6 deste mês. Participam da avaliação alunos de 1º, 2º e 3º ano, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Os estudantes do Ensino Fundamental, por sua vez, farão os testes entre os dias 9 e 13 de dezembro. Alunos de 2º, 5º e 9º ano, além da EJA, realizarão as provas.

O Spaece tem por objetivo fornecer subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas educacionais. O Sistema funciona como uma ferramenta importante para diagnosticar os resultados escolares e prestar contas, à toda a sociedade, de como se encontra a qualidade do ensino público cearense.

Os resultados têm servido de base à implementação de políticas e de práticas pedagógicas nas escolas e municípios.

Fonte: SEDUC – CE


Criado em: 09 dez 2013 | Tags:
Categoria: Notícias |

Estudantes concluem exames de avaliação nesta quinta-feira

Termina nesta quinta-feira, 21 a aplicação das provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Desde 11 de novembro, cerca de 7,6 milhões de estudantes do ensino fundamental e médio de todas as unidades da Federação participam das avaliações.

Sob a responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, o Saeb é composto por três aferições externas em larga escala. A Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb) e a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc), também conhecida como Prova Brasil, são realizadas a cada dois anos. Já a Avaliação Nacional de Alfabetização (Ana), aplicada pela primeira vez, será realizada anualmente. Os resultados oferecem subsídios para formulação, reformulação e monitoramento das políticas públicas de educação básica.

Nas três provas são avaliados conhecimentos nas áreas de português e matemática. Este ano, também ocorre a aplicação, em caráter experimental, a uma amostra de 84,7 mil estudantes, de provas de ciências para validar as matrizes da área no Saeb. Do total de alunos que participam, 56,7 mil estão em turmas do nono ano do ensino fundamental e fazem o exame como parte da Prova Brasil. Outros 28 mil estão no terceiro ano do ensino médio e fazem a prova como parte da Aneb.

Na Aneb e na Prova Brasil, estudantes, professores, diretores e aplicadores respondem a questionários contextuais, que servem como instrumento de coleta de informações sobre aspectos da vida escolar, do nível socioeconômico e cultural, formação profissional, práticas pedagógicas e formas de gestão, dentre outros. Na Ana, os questionários contextuais são respondidos apenas por professores e gestores.

Assessoria de Comunicação Social do Inep

Fonte: MEC


Criado em: 21 nov 2013 | Tags: ,
Categoria: Notícias |

CAEd divulga Caderno de Pesquisa 2014

Publicação traz artigos completos de discussões fomentadas nas demais revistas de divulgação e apropriação de resultados dos sistemas de avaliação Leia +


Criado em: 21 set 2013 | Categoria: Notícias |

Atividades lúdicas são aliadas no processo ensino-aprendizagem

Professora de química há 12 anos, Eliana Moraes de Santana logo percebeu que as atividades lúdicas poderiam ser uma alternativa importante no processo de ensino-aprendizagem da disciplina. Ela passou a se identificar com a temática lúdica quando ainda era aluna de licenciatura em química. Logo começou a ler, pesquisar e adotar métodos próprios em suas aulas. Até hoje, mantém pesquisa sobre o uso de jogos e atividades divertidas no ensino de ciências, química e educação ambiental.

“No modelo tradicional, o aluno é sujeito passivo, reprodutor e repetidor do processo de aprendizagem”, diz. “Com as atividades lúdicas, ele se torna sujeito ativo, construtor de seu conhecimento.”

Professora de ensino fundamental e médio, Eliana trabalha no Colégio Estadual General Osório e na Escola Pio XII, em Itabuna, sul da Bahia, e no câmpus de Ilhéus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). Neste, ela leciona a alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Uma atividade criada pela professora — O Uso do Jogo Autódromo Alquímico como Mediador da Aprendizagem no Ensino de Química —, aplicada em turmas do nono ano do ensino fundamental da Escola Pio XII, serviu de tema para a dissertação de mestrado em ensino de ciências, modalidade química, na Universidade de São Paulo. No trabalho, segundo ela, a importância dos jogos e atividades lúdicas no processo de ensino e aprendizagem em química é apresentada e discutida em sua extensão para afirmar a relação íntima entre essas metodologias e as emoções existentes em cada aluno. Na visão de Eliana, a aprendizagem é facilitada quando os estudantes estão envolvidos emocionalmente no processo.

Em 2012, com o projeto Os Defensores do Meio Ambiente, a professora baiana conquistou o primeiro lugar em concurso promovido pela Sociedade Brasileira de Química (SBQ), na modalidade de atividades desenvolvidas com estudantes matriculados em turmas do terceiro ao nono ano do ensino fundamental. Hoje, com alunos do primeiro ao quinto ano da Escola Pio XII, ela executa o projeto Clube da Ciência: Levando Divertimento aos Experimentos. A proposta do trabalho é facilitar a alfabetização científica dos estudantes com o uso de experimentos, jogos, brincadeiras, dramatizações, filmes e outros tipos de atividades.

Superação — A vocação para a área de ensino de química surgiu como uma superação pessoal, quando Eliana ainda era aluna do ensino fundamental. “Não gostava da disciplina, achava que só servia para decorar fórmulas e fazer contas e não conseguia visualizar como a tabela periódica poderia fazer parte da minha vida prática”, afirma. Ela atribui o desinteresse de então à maneira de o professor ministrar as aulas. “Foi inevitável criar uma antipatia pela química e, consequentemente, fiz recuperação da matéria, considerada maçante naquele momento.”

A necessidade de estudar para passar de ano fez a então estudante passar a gostar do assunto. “Para superar as dificuldades, comecei a pesquisar e a perceber como era interessante e lógica aquela ciência”, revela. “Acabei me apaixonando pela química.”

Com a participação em eventos acadêmicos sobre o ensino de química, Eliane começou a observar as inovações e metodologias que tornavam mais agradável o ensino da matéria. “Não queria reproduzir em sala de aula o que me traumatizou no passado”, destaca. Interessada em contribuir para a atualização dos colegas, ela criou, no ano passado, o blogue Química Lúdica, que contabiliza mais de 22 mil acessos. “Sempre tento postar coisas novas, que contextualizem o ensino e tornem a química mais divertida para todos nós.”

Fonte: Portal MEC


Criado em: 25 jul 2013 | Categoria: Notícias |